icanfixyou
Não estou atrás de decepções, mas elas me perseguem constantemente, fujo da ilusão que está sempre à um passo atrás de mim… ela nunca perde o ritmo. Sinto dores insuportáveis, um desconforto no peito, é impossível não me sentir assim toda vez que percebo que as melhores coisas da vida hoje já não me parecem tão boas assim. Descobri coisas que não queria, e não suporto as dúvidas que ainda carrego. tudo parece frágil e passageiro, as pessoas parecem sempre estar de partida, como se fossem pássaros que migram quando percebem a chegada do frio… minha tristeza é o inverno deles. talvez eu seja o problema, me parece impossível que o resto do mundo esteja sempre andando na direção oposta. Me dói saber que já não tenho erros à consertar por alguém, pessoas importantes pra perdoar, amores pra me libertar dessa solidão que agora sufoca. A vida pode ter me tirado boas coisas, mas no fundo eu sinto que parte delas eu mesmo joguei fora, mesmo que de vez em quando eu a culpe por isso. Gosto quando me dizem que tudo é passageiro, me da forças pra levantar de manhã sabendo que logo serei arremessado outra vez. Que as coisas passam, eu sei, só espero que não demorem. Preciso acreditar que algo valha a pena pra livrar-me dessa empatia que inflama por dentro, é triste saber que posso envelhecer com mais dúvidas que hoje tenho, só espero que os anos não tirem as poucas certezas que adquiri com o tempo, e não destrua as poucas memórias boas que conservei durante o passar dos anos. Talvez eu jamais encontre as respostas pras perguntas que tiram meu sono, e no fim, terei vivido apenas pra isso, tentar descobrir coisas que não podem ser descobertas, às vezes eu quero entender o universo, mas é difícil entendê-lo quando não sei nem o que se passa comigo. Hoje sinto apenas medo, pois sei que no fim vou acabar me machucando outra vez, a queda tem sido inevitável.
Sean Wilhelm.   (via icanfixyou)
separadoss
Depois de muitos anos eu aprendi. Aprendi que o máximo que posso exigir de uma pessoa é o respeito. Aprendi a conviver com ausências, lembranças, menos com a saudade. Essa, meu amigo, com certeza nunca aprenderei a doma-la. Uma vez ou outra ela resolve aparecer para deixar as minhas noites mais melancólicas, mais frias, trazendo a solidão para me fazer uma visita de rotina. Aprendi que o amor é a coisa mais valiosa que alguém pode ter. Amor é algo que pra ser conquistado exige esforço, dedicação, paciência e compreensão. Amor não se implora, não se pede, não se cobra.
Restos de um naufrágio.   (via separadoss)
auroriar
Eu não vou te pedir nada. Não vou te cobrar aquilo que você não pode me dar. Mas uma coisa, eu exijo. Quando estiver comigo, seja todo você. Corpo e alma. Às vezes, mais alma. Às vezes, mais corpo. Mas, por favor, não me apareça pela metade. Não me venha com falsas promessas. Eu não me iludo com presentes caros. Não, eu não estou à venda. Eu não quero saber onde você mora. Desde que você saiba o caminho da minha casa. Eu não quero saber quanto você ganha. Quero saber se ganha o dia quando está comigo.
Caio Fernando Abreu. (via auroriar)
pacifiedd
Eu espero. Espero pelo dia em que vou deitar para dormir na mesma rotina; do lado direito da cama, virada para o lado esquerdo e, quando eu estiver pronta para dormir a última imagem que meu cérebro irá captar é dos seus olhos se fechando. Espero pelo dia em que acordarei no meio da madrugada ouvindo você resmungar e se mexer demais, só que dessa vez eu vou poder te dar uns cutucões nas costelas para parar. Espero pelo dia em que vou abrir os olhos preguiçosamente com o som do celular despertando e, por sorte, encontrarei seu rosto bem junto ao meu. E eu vou aproximar meus lábios dos seus, beija-los suavemente e sussurrar no seu ouvido um bom dia, com a voz cheia de sono. Espero pelo dia em que vou sair da escola, conversando e rindo com as minhas amigas e no muro, a poucos metros de distância no portão, você vai estar parado com uma mochila no ombro, fones no ouvido e um pé apoiado na parede e, eu vou me despedir das minhas amigas, me jogar contra seu corpo, te abraçar e te beijar. Vou te beijar como se fosse a primeira vez, todos os dias. Ou talvez, a última. E descer aquela avenida depois da escola não vai ser mais tão cansativo ou chato. Espero pelo dia em que, no frio, seus braços e seu corpo quente me servirão de aconchego e coberta, seu peito me servirá de travesseiro e sua voz rouca será a única coisa que farei questão de ouvir todos os dias. Espero pelo dia em que vou poder matar toda saudade que tenho de você e dos momentos que nem chegaram a acontecer. Vou poder preencher o vazio que fica meu quarto sem você aqui e essa cama não será mais tão grande. Seu lado da cama sempre esteve reservado. E se quer saber, você caberia perfeitamente aqui. E eu estou certa que me encaixaria perfeitamente no seu corpo, em meio aos cobertores. Eu ainda espero pelo dia em que seus beijos serão rotina, nossas brigas serão interrompidas com um olhar, um abraço, um beijo. Nossos momentos de tristeza serão afastados pela presença do outro e esse vazio que carrego dentro de mim será preenchido ao sentir seus toques. Quero acordar da manhã vestindo nada além da sua camisa que ficaria grande em mim, perambular pela casa e preparar um café pra gente. Voltar pra cama e deitar do seu lado abraçando seu corpo, com uma perna sobre a sua, a cabeça apoiada em seu peito e nenhum barulho além da sua respiração fraca contra o meu cabelo e as batidas do seu coração. Só eu, você e nossa cama. Espero pelo dia que no meio da madrugada, durante um filme qualquer, você vai tomar meus lábios num beijo cheio de desejo, me direcionando para o quarto em meio aos tropeços, sua mão deslizando sobre meu corpo e nossas respiração ofegante, risos abafados para não acordar ninguém da casa. Espero pelo momento que você vai me deitar sobre a cama e sentirei seus lábios deslizando pelo meu pescoço até o meu decote, sua mão subindo minha blusa lentamente, meus dedos enroscados no seu cabelo e seu corpo entre minhas pernas. Eu espero porque eu quero. Eu quero que aconteça. Eu quero que seja verdade. Porque depois de tanta luta, tantas lágrimas, tantas idas e vindas nesses anos que mais parecem uma vida, não pode ter sido em vão. Não pode ser sido para acabar sem mais nem menos. Eu quero sim uma história com você. Só que não como os contos de fadas ou como aquelas que estamos acostumados a ler e ouvir; mas sim, uma daquelas histórias sem um final de verdade, com um gostinho de “continua”, sabe? Com aquele suspense no final, aquelas cenas depois dos créditos que denunciam um novo filme. Como velozes e furiosos: sempre tem uma continuação. Eu quero uma daquelas histórias para contar para netos e bisnetos. Cheio de clichê mesmo. Só que de um jeito bem mais divertidos e complicado. Quero algo duradouro, verdadeiro. Quero aquele amor que preenche alma. E eu sei que só consigo encontra-lo em você. Por isso espero, por isso tento, por isso permaneço aqui. Porque “aqui” é o meu lugar, “aqui” é aonde eu deveria estar. Com você. Com o garoto da risada engraçada, das histórias mais loucas, da voz maravilhosa, do sotaque lindo, das manias e gírias engraçadas, dos apelidos idiotas. Quero estar com o cara que se acha o dono da razão, cheio de orgulho, marrento, chato e ciumento. Com o cara que me torna uma garota melhor, com o cara que me faz querer ser melhor. Com o cara que me faz feliz de uma maneira que eu sei que ninguém, jamais, vai ser capaz de fazer. Mas que também tem a mesma facilidade para me fazer desabar. Quero estar com você, porque aqui vivemos por um fio. E essa é a graça. Qual relacionamento com uma corda completa tem graça? Viveriam em rotina. E eu gosto disso, desse seu jeito imprevisível, desse nosso namoro imprevisível. Gosto disso, porque mesmo que estejamos por um fio… Nenhum dos dois solta. Nenhum dos dois desiste. Eu amo você, por isso (entre milhares de outros motivos), porque você não desistiu. E eu quero completar 18, 19, 20 anos sabendo que o primeiro parabéns, virá de você. Quero estar ao seu lado. Quero ser “a garota”, para você. Quero ser aquela á quem você entrega o coração, aquela que vai saber como te fazer feliz. Quero que fiquemos juntos. Quero que sejamos aquilo que falta no outro. Porque você jurou que seria eterno. E o que eu puder fazer para que essa promessa permaneça, eu vou fazer. Com o meu jeito errado, ciumento, possessivo, chato. Mas eu vou, porque eu te amo. E não é pouco. Porque pensar em você me faz sorrir, me faz ter aquelas malditas borboletas no estomago. Me faz alguém melhor. Porque eu sei que você é o cara pra mim. E que mesmo com tudo errado, com toda essas intrigas que vivem rolando entre a gente… Ainda é você e sempre vai ser. Ainda te espero. Ainda quero você do meu lado, porque amanhecer acordada só vai ser bom de verdade quando seus dedos estiverem entrelaçados aos meus.
Porque eu te amo e não é pouco.  (via pacifiedd)